Mês: março 2015

XV JardinAção: OVNIs pousam no Jardim Botânico de Porto Alegre

A convite do Banrisul, a OVNI Acessibilidade Universal participa, no próximo dia 22, domingo, do XV JardinAção, no Jardim Botânico, em Porto Alegre/RS. Mimi Aragón e Kemi Oshiro falam sobre acessibilidade cultural, audiodescrição e inclusão, às 14h, no Auditório.

O JardinAção, que ocorre desde 2006, é realizado duas vezes ao ano, em março e setembro, no Jardim Botânico de Porto Alegre. O objetivo do evento é fortalecer a rede de parcerias e proporcionar maior visibilidade das ações e dos projetos realizados pelo Jardim Botânico, por meio de atividades vivenciais, ações educativas, culturais, ambientais, sociais, palestras, exposições, oficinas e demonstração de trabalhos com o intuito de melhorar a qualidade de vida da população e promover reflexões para a conscientização ecológica e ambiental.

O Banrisul é um dos coordenadores da ação e oferece oficinas de educação ambiental, uso seguro da bicicleta e horta em pequenos espaços, além de distribuir sementes agroecológicas e promover a Feira do Desapego. Diversas entidades participam do JardinAção, como a Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, Museu de Ciências Naturais, Associação Bosque de Canela; Brahma Kumaris; CEEE; Ecosouvenir Coletivo Solidário; Federação Espírita do RS; Igreja Messiânica Johrei; Instituto de Pesquisas Transdisciplinares e ONG Cataventus. Entre as demais atividades previstas estão vivências, apresentações musicais, palestras, trilhas, contação de histórias e atendimentos na área da saúde. O ingresso é 1Kg de alimento não perecível e as doações serão revertidas para o Projeto Vó Chica.

Mais informações pelo fone 51 3320 2027, e-mail jbea@fzb.rs.gov.br ou pelo site da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul.

Anúncios

Audiodescrição no teatro faz bem pra todo mundo!

Foto Oficina_santander_ovni(descrição da imagem) A foto colorida e horizontal mostra 18 pessoas posando sorridentes em uma sala que tem ao fundo uma parede bege, um telão e, à direita, um janelão e um banner com a logomarca do Santander Cultural. O grupo está distribuído em duas fileiras: atrás, 11 pessoas em pé e, na frente, sete pessoas agachadas. No rodapé, à direita, a data 27.02.2015. O piso da sala é de parquê. (fim da descrição)

A espaçonave da OVNI Acessibilidade Universal pousou no Santander Cultural, em Porto Alegre/RS, na semana passada, para uma oficina para lá de especial sobre a audiodescrição no teatro. Foram quatro dias de troca de experiências e vivências sobre o recurso aplicado às artes cênicas.

Além de conferirem o espetáculo Filó de Bolso (versão pocket de A Menina do Cabelo Vermelho, da Las Brujas Cia de Teatro e feitiços), exibido pela primeira vez no Brasil com audiodescrição, os participantes puderam conversar com Lívia Motta, audiodescritora da Ver Com Palavras com reconhecida atuação nacional na área da acessibilidade cultural, e com a atriz e produtora Lolita Goldschmidt, que partilhou sua experiência como audiodescritora roteirista, entusiasta e militante pela audiodescrição aberta em sua obra e pesquisa cênica.

Agradecemos a todos que participaram, viveram e acreditaram nessa troca e desejamos vida longa à acessibilidade e à construção coletiva de um mundo melhor para todos.