Ramon Alejandro Ruíz Velazco

CasaCor RS 2018 tem mediação audiodescrita da OVNI em duas atividades neste domingo, 16

As vagas são limitadas para uma visita guiada e a oficina Modelagem em argila: a expressão do sentimento na ponta dos dedos, em Porto Alegre/RS, com entrada franca.


(descrição da imagem) A foto colorida e horizontal mostra o ambiente do Ateliê de Arte da CasaCor RS. À frente e ao centro, uma mesa retangular com dois cavaletes e tampo de vidro tem de cada lado um banco longo feito de barras pretas. Ao fundo, junto a uma janela, um cavalete de pintura ao lado de um balcão preto. Sobre o balcão, um pequeno manequim articulado de madeira e um busto humano em argila ocre. À esquerda, em uma parede preta, um painel composto por nove fotos coloridas e emolduradas de galhos de árvores, dispostas em três linhas e três colunas. Diante do painel, no piso bege, três bancos cilíndricos em tons de ferrugem. À direita, um painel composto por chapas retangulares em bege e preto. O ateliê está iluminado por três spots pretos no teto escuro. (fim da descrição) Foto: Divulgação CasaCor.

Pela primeira vez em 27 edições da mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo CasaCor RS, haverá uma ação de acessibilidade na programação. Uma visita guiada e uma oficina de modelagem de argila receberão mediação audiodescrita da OVNI Acessibilidade Universal no próximo domingo, 16 de setembro, das 14h às 16h. As atividades ocorrem na Casa Aberta, uma das seis residências que integram o circuito da mostra, no Bairro Três Figueiras, em Porto Alegre/RS. O endereço é Rua Carlos Huber, 147 (Casa 6).

Novidade desta edição, a Casa Aberta tem entrada gratuita e apresenta uma exposição de obras de artistas consagrados, como Iberê Camargo, Siron Franco, Ubiratan Braga, Xico Stockinger e Bianca Santini, além de um espaço artístico comandado pelo Stúdio Prestes que trouxe uma agenda repleta de cursos e oficinas ao longo da Mostra.

A proposta da visita e da oficina com mediação audiodescrita partiu da artista Mariana Prestes, que acompanhará as atividades, e do artista plástico e professor Ramon Alejandro Ruíz Velazco, que ministrará a oficina Modelagem em argila: a expressão do sentimento na ponta dos dedos. Em função das dimensões do ateliê, haverá apenas cinco vagas. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail ovniacessibilidade@gmail.com, informando nome, RG e telefone.


(descrição da imagem) A foto colorida e vertical mostra uma poltrona de couro marrom junto a uma parede preta decorada com oito desenhos emoldurados de pássaros coloridos. Pendendo sobre a poltrona, uma luminária branca com a luz acesa. Ao lado, uma mesinha de apoio com tampo oval e escuro. O piso apresenta padronagem de ziguezague em tons de bege. (fim da descrição) Foto: Divulgação CasaCor.

Sobre a CasaCor
Criada em 1992, neste ano a mostra ocorre em seis residências da Rua Carlos Huber, ao lado do Colégio Farroupilha. Uma delas, a Casa Aberta, além da programação de arte e oficinas, recebe as atividades de gastronomia, como o Chef’s Table. Além de Porto Alegre, Gramado também sediou e fez parte desta história. No entanto, as maiores ações da versão gaúcha da mostra aconteceram na capital. A Confeitaria Rocco, o Prédio Força e Luz (CEEE) e a Fiateci já tiveram seus edifícios revitalizados por profissionais da CasaCor. Outra marca da franquia é a realização do evento simultaneamente em vários endereços. Já participaram Moinhos Shopping, Barra Shopping Sul e Hotel Laghetto.

Sobre Mariana Prestes

(descrição da imagem) A fotografia colorida e vertical mostra a artista Mariana Prestes sorrindo e segurando um tecido aberto, estampado com desenhos de pássaros. À esquerda, ela aparece dos joelhos para cima, de frente. Tem cerca de 30 anos, é branca, magra, de cabelos compridos, lisos e castanhos com uma franja reta que cobre sua testa, olhos castanhos, nariz reto e lábios finos. Está levemente maquiada e usa um vestido sem mangas com estampa em branco, amarelo e cinza. O tecido tem fundo escuro e os pássaros em tons de amarelo, branco, cinza e verde estão pousados aos pares em galhos brancos. Ao fundo, uma arara de roupas com alguns cabides com blusas confeccionadas no mesmo tecido e uma estante de madeira com as prateleiras ocupadas por livros e garrafinhas. (fim da descrição) Foto: arquivo pessoal

Publicitária formada pela PUCRS e artista plástica de coração, Mariana Prestes quando pequena queria ser “desenhista” e hoje retoma as artes, após anos em cargos executivos. Com dois anos de ênfase em Desenho no Instituto de Artes da UFRGS e muitas referências e vivências na infância, iniciou-se também na aquarela, a fim de desenvolver ilustrações e estampar superfícies. Hoje, trabalha como designer de superfície, criando para clientes como Hospital Moinhos de Vento, La Basque, Casa Café no Aeroporto Salgado Filho e Florense de Volta Redonda-RJ. É também ilustradora e professora de aquarela. Seus projetos autorais têm como tema espécimes da flora e da fauna gaúchas ameaçadas de extinção.

Sobre Ramon Alejandro Ruíz Velazco
Na Argentina, formou-se Bacharel em Escultura no Instituto de Artes, em 2010 e, em seguida, iniciou a Licenciatura. Trabalha com Educação Popular desde 1987, e após a chegada ao Brasil, em 1992, desenvolve projetos de Educação Popular no campo, junto ao MST. De 2010 até hoje, atua como professor Eestadual contratado, no regime de 40 horas/aula semanais. Atualmente, cursa o Pós-Graduação “Arte no Campo”, parceria entre a UDESC e a UFSC, em Florianópolis e Abelardo Luz (SC). É presidente da associação de artistas plásticos Ateliê 1. Trabalha com pintura, pintura mural, escultura e alto relevo. Possui experiência em fotografia (analógica e laboratório), serigrafia (alternativa – papel colado, goma laca, tintas artesanais), desenho, ilustração e cerâmica.

Visita guiada e oficina Modelagem em argila: a expressão do sentimento na ponta dos dedos, na CasaCor RS, com mediação audiodescrita.
Quando: Domingo, 16 de setembro de 2018.
Horário: das 14h às 16h.
Onde: Rua Carlos Huber, 147 (Casa 6) – Bairro Três Figueiras – Porto Alegre/RS.
Ingressos: grátis. Vagas limitadas. Reservas pelo email ovniacessibilidade@gmail.com, informando informando nome, RG e telefone.
Mediação cultural: João Petrillo e Mariana Prestes.
Ministrante da oficina: Ramon Alejandro Ruíz Velazco.
Mediação audiodescrita: OVNI Acessibilidade Universal.

Opções de transporte coletivo com parada próxima da Avenida Protásio Alves (Terminal Carlos Gomes – Protásio e Comercial Zaffari):
Ônibus

T2
T8
M52 Assis Brasil/Protásio
433 Vila Jardim
490 Morro Santana
491 Passo Dorneles
494 Rubem Berta/Protásio
L490 Jari via Protásio Alves

Lotação
40.5 Chácara das Pedras